Rubina Leal diz que “a Madeira tem uma arte inclusiva”

Dançando com diferença Rubina
“Podemos afirmar que a região tem uma arte inclusiva. Tem sido feito um trabalho notável na área da inclusão.’, disse Rubina Leal.

Foram apresentados hoje, no MUDAS. Museu da Arte Contemporânea da Madeira, os resultados das atividades desenvolvidas no projeto “CAO ARTÍSTICO – ARTE EM MOBILIDADE”, desenvolvido pelo grupo Dançando com a Diferença, em parceria com a Secretaria Regional da Inclusão e Assuntos Sociais, ao abrigo do prémio BPI CAPACITAR 2016.

Rubina Leal, Secretária Regional da Inclusão e Assuntos Sociais, referiu, em declarações à comunicação social, que “‘este é um projeto que surge em janeiro e passados 6 meses tivemos o reflexo do trabalho desenvolvido junto destes jovens e adultos dos Centros de Atividades Ocupacionais (CAO’S). Podemos afirmar que a região tem uma arte inclusiva. Tem sido feito um trabalho notável na área da inclusão.’

Já Henrique Amoedo, Diretor Artístico do grupo Dançando com a Diferença e responsável pela coordenação do “CAO ARTISTICO – ARTE EM MOBILIDADE”, considerou ser “primordial mantermos o processo de formação de novos intérpretes de dança, tenham eles algum tipo de deficiência ou não. Neste projeto podemos, em parceria com os Centros de Atividades Ocupacionais, disseminar as nossas práticas, beneficiar os seus utentes e ainda formar novos intérpretes para o nosso elenco. É um projeto completo que só pode ser desenvolvido através dos apoios que recebemos”.

Participaram neste espetáculo sessenta e dois utentes de três Centros de Atividades Ocupacionais (CAO´s) da Região Autónoma da Madeira (RAM), nomeadamente o CAO São Pedro, o CAO Santo António e o CAO Ponta de Sol.

Todas as atividades desenvolvidas no âmbito deste projeto têm por objetivo o desenvolvimento de competências físicas e sensoriais dos utentes do CAO´s onde são desenvolvidas ações deste projeto, surgindo agora esta apresentação de três coreografias como somatório dos resultados adquiridos ao longo deste ano.

Vinte elementos do projeto serão selecionados e convidados a participar num estágio dentro do grupo Dançando com a Diferença, na próxima fase do projeto. Pretende-se assim que os utentes dos CAO´s possam aprofundar os conceitos e conhecimentos adquiridos em dança.