Observatório Oceânico da Madeira coordena actividades Ciência Viva na Madeira

O Observatório Oceânico da Madeira (OOM) vai coordenar algumas actividades englobadas no ‘Ciência Viva no Verão em Rede 2017’ , a partir de 19 de Julho.
Estas acções serão dinamizadas na RAM com a colaboração de diversas entidades parceiras (CIIMAR Madeira, Direcção de Serviços de Investigação/DRP, MARE Madeira, Museu de História Natural do Funchal, Universidade da Madeira e Ventura Nature Emotions).
No total, são sete acções distribuídas por 11 datas/horários e que terão o acompanhamento
de especialistas de diversas áreas do conhecimento.

A primeira iniciativa, informa-nos um comunicado de imprensa, decorrerá no dia 19 deste mês, pelas 14h00, no Jardim de Plantas Aromáticas e Medicinais do Museu de História Natural do Funchal.

Num jogo lúdico-didáctico, de espionagem e de orientação, os participantes terão oportunidade de explorar o jardim para descobrir, por exemplo, a origem do alecrim, o uso mais comum do cebolinho ou o nome da família botânica a que pertence a babosa. No dia 2 de Agosto, esta actividade repete-se, desta vez às 10h00. No dia 24 e 25 de Julho serão exploradas as poças de maré na zona rochosa da Praia dos Reis Magos (Caniço). Será uma oportunidade para descobrir a biodiversidade que habita estes ambientes e para conhecer as suas peculiaridades biológicas e ecológicas.

A 27 de Julho será realizada uma saída de mar para observação de fauna marinha, sensibilização para a sua conservação e demonstração de algumas técnicas de estudo de baleias e golfinhos. Para o dia 29 de Julho estão agendadas duas iniciativas que decorrerão na Semana do Mar, em Porto Moniz. Aí, será dado a conhecer o processo de cultivo de microalgas bem como as suas potencialidades nutricionais e será também desenvolvida uma actividade sobre a determinação da idade dos peixes.

No dia 28 de Agosto, na Praia do Porto Santo, e no dia 29 de agosto, na Praia Formosa, será
feita uma inventariação dos microplásticos (fragmentos de plásticos <5 mm) que se escondem na areia e serão abordados os impactos que podem provocar nos ecossistemas marinhos e na saúde humana.

O programa nacional Ciência Viva no Verão em Rede decorre entre 15 de Julho e 15 de
Setembro e é organizado localmente por diversas entidades. Proporcionar à população
oportunidades de observação e experimentação de carácter científico e de contacto
com especialistas, num ambiente informal e descontraído, é o principal objectivo deste
programa de celebração da ciência.

Crianças, adultos e famílias poderão participar em mais de 800 iniciativas promovidas em parceria por mais de 100 entidades espalhadas por todo o país.

Algumas acções requerem inscrições online e podem ser feitas em http://www.cienciaviva.pt/veraocv/2017/. No mesmo site pode ser encontrada informação detalhada sobre cada uma das actividades.