PSD quer devolver à Camacha o estatuto de capital da cultura da Madeira

Foto DR

O candidato do PSD à Câmara Municipal de Santa Cruz, Roquelino Ornelas acredita que com a equipa proposta pelo partido para a Camacha será possível “dar a volta” que a freguesia quer e precisa.

Na apresentação dos candidatos à Junta, realizada ontem no Largo da Achada, Roquelino Ornelas, afirmou que se trata de uma equipa jovem e competente, salientando que “é neste espírito de gente nova, com vontade de trabalhar e com vontade de se empenhar para resolver os problemas” que esta candidatura acredita que vai “ganhar a confiança do eleitor, porque é a ele que compete decidir”.

Para Roquelino Ornelas é necessário dar “uma vida nova” a Santa Cruz e a todas as freguesias do concelho e, no caso particular da Camacha, voltar a colocá-la no mapa e dar-lhe o “estatuto que teve e que merece de capital da cultura da Região Autónoma da Madeira”.

Candidato a presidente da Junta de Freguesia, Hélder Dias começou por agradecer à sua equipa pela sua disponibilidade para participar nas decisões que devem ser tomadas na sua freguesia, deixando de ser “treinadores de bancada” para “serem candidatos a trabalhar pela sua terra”.

Um dos objetivos desta candidatura é voltar a chamar à junta de freguesia a organização de atividades culturais e desportivas, assim como recuperar a capacidade reinvindicativa perante as instâncias municipais e regionais. “A Junta de Freguesia não pode continuar a ser mera figura presente, nós não vamos ser assim”, assegurou.

Hélder Dias salientou ainda a necessidade de trazer um novo turismo para a Camacha, mais ligado à natureza e que envolva, por exemplo, a recuperação das quintas e de percursos pedestres.

É também propósito da Candidatura a atração de mais investimento na freguesia e a criação de espetáculos culturais regulares, conciliando música com gastronomia, como também a recuperação do museu etnográfico.