Bloco de Esquerda apresentou lista ao Porto Santo, encabeçada pelo independente Tiago Camacho

O Bloco de Esquerda apresentou hoje no Porto Santo a sua candidatura à autarquia. O coordenador regional Roberto Almada referiu que o BE não apresentou candidatura neste concelho nas últimas eleições, mas agora entendeu ser o momento de o fazer, propondo “pessoas que trabalham, de pessoas que efectivamente conhecem muito bem os problemas da ilha do Porto Santo”, sendo, em seu entender, capazes de, em seu entender, uma vez eleitas para os órgãos autárquicos, apontar problemas e propor soluções.

“Achamos que chega de balbúrdia na Assembleia Municipal, chega de brigas entre ‘comadres’ que se zangam. É tempo de, de facto, olhar para os problemas dos portosantenses e de resolvê-los”, considerou. A voz do BE concorrerá para isso, sublinhou.

O Bloco apresenta, a encabeçar a sua lista candidata à autarquia, um independente, Tiago Camacho. “Para nós, abrir as nossas listas à cidadania é extraordinariamente importante, porque queremos dar voz a pessoas que, independentemente de terem ou não filiação partidária, conheçam bem as dificuldades de viver no Porto Santo”, salientou BE.

Com 27 anos, Tiago Camacho pretende implementar uma mudança na ‘Ilha Dourada’, colocando em prática soluções para problemas que há muito estão identificados.

O próprio dá conta do seu intuito de desenvolver “novas estratégias de trabalho e dedicação” para resolver os problemas que o Porto Santo atravessa. “Acredito genuinamente que com união, é possível fazer mais e melhor”, opina Tiago Camacho, que diz que há um pouco de tudo para desenvolver mais o Porto Santo: património, turismo…

“Acredito firmemente que vamos conseguir fazer um óptimo trabalho”, prometeu, para contrabalançar a sazonalidade e o isolamento no Inverno.