CDU pede limpeza do mata à volta do Hospital João de Almada

Foto DR.

A CDU foi hoje ao hospital João de Almada lembrar que nos incêndios de 2016 aquela unidade de saúde teve que ser evacuada.

“Volvido um ano, verifica-se que as áreas ardidas não foram limpas e o mato voltou a crescer. Este é um mau exemplo do comportamento das entidades públicas”, releva.

No âmbito da preparação para enfrentar o período crítico de incêndios e com vista a minorar o risco, a CDU diz que impõem-se medidas de prevenção de defesa dos equipamentos públicos fundamentais para a cidade: Unidades de saúde, centros de idosos e reformados, bairros sociais, escolas e creches entre outros, devem ser objeto de levantamento onde para além da verificação do plano de salvaguarda e de emergência, tem que ser avaliado os riscos da envolvência.

Para o partido, não é admissível que equipamentos sociais possam ficar ameaçados pela falta de limpeza dos terrenos na envolvência onde predominem as espécies exóticas e infestantes, o mato e o lixo que potenciem a possibilidade de incêndios e a sua propagação.

A CDU irá propor na próxima reunião da CMF que seja efectuado o levantamento das condições de segurança contra incêndios dos equipamentos públicos e da situação da sua envolvência.

“Não podemos esperar mais um desastre para tomar medidas. Os incêndios de 2010, 2013 e os últimos de 2016 não podem voltar a repetir-se”, remata.