Funchal atribui manuais e materiais escolares gratuitos para o 1º Ciclo

Cafôfo 22-06-2017
Paulo Cafôfo anuncia manuais e materiais escolares gratuitos para o 1º Ciclo.

Margarida Silva e Diana Ferraz (texto)

Com o ano letivo a terminar e estando já em preparação o próximo, a Câmara Municipal do Funchal aprovou hoje o apoio que vai dar na atribuição gratuita de manuais e materiais para o 1º Ciclo. ‘’O Funchal é uma cidade que está inserida na rede de cidades educadoras e é uma cidade amiga das crianças, pela UNICEF.’’, diz Paulo Cafôfo, presidente da Câmara Municipal do Funchal.

Esta medida que irá ser implementada é ‘’uma aposta nos alunos tanto das escolas públicas como das escolas privadas.’’, sublinhou Paulo Cafôfo. As direções de todas as escolas foram já contactadas e há uma candidatura que deve ser previamente feita para atribuição destes vouchers. Os alunos que beneficiam da ação social escolar e se candidatem a este apoio receberão um voucher no valor de 20€. Para os alunos dos 1º e 2º os vouchers terão o valor de 50€ e para os alunos dos 3º e 4º anos o valor situa-se nos 60€.

Os acordos para fornecimento destes materias foram feitos com empresas locais para que as mesmas, inseridas na economia da cidade, fiquem beneficiadas.

Houve ainda uma deliberação, aprovada por unanimidade e que tem a ver com a atribuição de mérito municipal de grau ouro a Rui Vieira, engenheiro agrónomo, político e governante que teve durante a sua vida ‘’uma notoriedade em todas as áreas pela qual passou.’’, como o Funchal Notícias já tinha anunciado em notícia anterior.

A propósito da reabilitação urbana surgiu um regulamento municipal de apoio que consiste na ‘’isenção de 6 meses na ocupação de espaços públicos de edifícios, que estejam a ser reabilitados – ocupação de andaimes, de tapumes, de auto-bombas e de gruas.’’ Os alavarás de licenças urbanísticas terão ainda uma redução de 50%.’’. Uma área que não é apenas ‘’transversal à construção civil mas também ao comércio, à habitação e ao turismo.’’

‘’Há já uma área de reabilitação urbana e uma operação de reabilitação urbana com amplos benefícios para quem reabilita o património que está degradado mas quisemos ir mais além’’, afirma o presidente da Câmara Municipal do Funchal. No centro da cidade do Funchal existem já 60 edifícios que foram reabilitados à luz desta estratégia e do programa Cidade com Vida.

Outra deliberação a ser aprovada foi a criação de um protocolo com a associação de defesa dos animais – AMAW – com o Contrato de Comodato da antiga Escola do Faial, situada na freguesia de Santa Maria Maior, que foi remodelada pela Câmara Municiapl do Funchal. Este contrato estará em vigor durante 10 anos e tem como fim instalar um centro de esterelização de animais errantes ou abandonados e também de apoio a famílias carenciadas que tenham animais e que precisem de estereliza-los. “Esta é mais uma ação que a autarquia do Funchal tem dentro da causa animal e um problema que é reconhecido mas que conta já com uma solução”, diz Paulo Cafôfo.