Deputadas do PSD-M na Assembleia da República visitaram novo Centro de Processamento de Banana na Ponta do Sol

 

 

Segundo uma informação do PSD-Madeira, as deputadas Rubina Berardo, na Assembleia da República, e Cláudia Monteiro de Aguiar, no Parlamento Europeu, visitaram o novo Centro de Processamento de Banana, na Ponta do Sol. Uma infraestrutura que veio revolucionar a forma como é feita a recepção, embalamento e encaminhamento para o mercado da Banana da Madeira.

Segundo Rubina Berardo, este novo centro tem permitido minorar os custos do produtor, tendo em conta que o modelo anterior das cooperativas não correspondeu às expectativas criadas, refere uma nota de imprensa.

Há neste momento, de acordo com a deputada, um grande esforço por parte da GESBA para criar “uma grande marca da Banana da Madeira”, assim como para melhorar as condições do produtor e do próprio produto. A parlamentar lembrou ainda que, desde 2009, a produção aumentou em 43 por cento, tendo sido possível aumentar também o valor pago ao produtor, com as melhorias que daí advêm para o seu rendimento.

Por seu lado, a eurodeputada Cláudia Monteiro de Aguiar sublinhou a necessidade de perceber qual a melhor forma de defender e proteger, em termos europeus, a Banana da Madeira, como estando também inserida nas regiões ultraperiféricas, assim como quais os apoios de que necessita para “fazer face a outros países que têm produção de banana e que ao importarem existem algumas especificidades que devem ser colmatadas”.

“Esse trabalho será feito no Parlamento Europeu, porque tudo aquilo que fizermos ajudar na produção e em todos os apoios que podem ser dados à banana da Madeira será certamente salutar e o PSD tudo fará para ter uma voz que proteja e salvaguarde os interesses de quem produz a banana e também do produto em si”.

Outra questão abordada nesta visita foi a da produção biológica, tendo existido da parte da GESBA a preocupação de se produzir com menos aditivos e substâncias para que seja um produto cada vez mais natural, recordando a eurodeputada que existem também apoios europeus para este segmento de mercado.