João Noronha contesta credibilidade das promessas políticas em tempo de eleições

O cabeça-de-lista à Assembleia Municipal de Funchal pela coligação Funchal Forte PPM-PURP, João Noronha, defendeu hoje que a aposta na acção social não é política, mas sim “uma impreterível necessidade”. Noronha entende que todos os partidos ou coligações deveriam fazer um pacto de responsabilidade na questão social.

“Os políticos, sejam eles profissionais ou não, devem estar empenhados em ajudar efectivamente as pessoas não apenas durante as campanhas eleitorais, mas sempre que a necessidade irrompe. Agora todos querem dar a mão e até se torna indeciso em quem votar porque todos querem o bem dos outros, mas a realidade é bem diferente”, ironiza.

“Deve existir para o bem da credibilidade da política um conceito de renovação que passe pela ajuda ao próximo sem interesses e com manifesta vontade de o fazer. De um momento para o outro passaram todos a serem bonzinhos? Creches para todas as pessoas, bairros sociais que agora é que vão ser tratados, cumprimentos e palmadas nas costas dos mais desfavorecidos enfim, um rol de situações que já nos habituaram mas não convence. A nossa proposta passa por uma ajuda efectiva sempre que houver necessidade e durante todo o mandato”, promete. E conclui dizendo que os eleitos não podem andar adormecidos e só acordarem na altura da campanha eleitoral.