Igreja Católica chama à participação na Festa do Corpo de Deus

imagem corpo de deus
Igreja Católica celebra o Corpo de Deus amanhã, 15 de junho.

Margarida Silva e Diana Ferraz (texto)

 

As cerimónias solenes do Corpo de Deus na Região, que decorrem amanhã, assinalam também as comemorações dos 500 anos de Dedicação da Catedral, pelo que todo o programa está este ano centralizado na Sé, ao contrário do que ocorria anos anteriores, no Largo do Município.

O Bispo do Funchal preside à cerimónia eucarística, pelas 18 horas, seguindo-se a procissão. A Sé abre portas às 14.30 horas.

A Eucaristia será celebrada no interior da Catedral e será transmitida para o exterior da Sé através de um grande ecrã e som. No final da Missa, a procissão irá sair da Sé e percorrerá algumas ruas do Funchal, terminando também junto à Sé. A procissão seguirá o seguinte trajeto: Largo da Sé, Avenida Arriaga (faixa norte), Rua Conselheiro José Silvestre Ribeiro, Avenida do Mar (faixa Norte), Avenida de Zarco (sentido ascendente), Avenida Arriaga (faixa sul), Largo da Sé e adro.

No percurso serão colocados tapetes de flores realizados pelas paróquias: Ponta do Sol, Lombada, Arco da Calheta, Boaventura, São Vicente e Encarnação.

O padre Vítor Gomes, pároco da Sé, reafirma a importância deste momento, lembrando que o mesmo faz referência à celebração solene da Ceia Pascal, que decorreu nas vésperas da Morte e Ressurreição de Jesus.

O Corpo de Deus é uma festa católica, que se assinala 60 dias após a Páscoa, na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade. A primeira celebração remonta ao século XII, instituída pelo Papa Urbano IV, em 1264, tendo como objetivo a doutrina de que o real Corpo de Cristo está no pão consagrado na altura da Eucaristia. Em texto da agência Ecclesia, é referida uma data anterior como sendo de início, não oficial, do momento em que se começou a celebrar, o que terá acontecido em 1246 na cidade de Liége, na Bélgica.

O mesmo texto faz alusão às diferentes denominações ao longo dos tempos da “comemoração mais célebre e solene do Sacramento memorial da Missa” (Urbano IV): festa do Santíssimo Corpo de Nosso Senhor Jesus Cristo; Festa da Eucaristia; Festa do Corpo de Cristo. Hoje denomina-se solenidade do Corpo e Sangue de Cristo”.

Até 2012, o Corpo de Deus era assinalado num feriado nacional, mas nesse ano o Governo eliminou alguns feriados, incluindo este, que apenas voltou a sê-lo em 2016, quando o atual executivo decidiu recuperar alguns feriados entretanto suspensos.