Novo comandante da Zona Marítima apresentou cumprimentos a Ireneu Barreto

Foto DR.

O Representante da República para a R.A.M., Juiz Conselheiro Ireneu Cabral Barreto recebeu hoje, dia 12 junho, pelas 11 horas, em audiência, no Palácio de São Lourenço, o novo Comandante da Zona Marítima da Madeira (ZMM), Capitão de mar e guerra Silva Ribeiro.

O Capitão-de-mar-e-guerra Paulo Jorge da Silva Ribeiro nasceu em Lisboa, a 14 de julho de 1962, entrou para a Escola Naval em 07 de setembro de 1981 e foi promovido a Guarda marinha em 01 de outubro de 1987.

No mar exerceu as funções de Chefe de serviço e de Oficial de ação tática nas fragatas Magalhães Correa e Comandante Roberto Ivens, e no reabastecedor de esquadra S. Gabriel.

Desempenhou as funções de Oficial Imediato na corveta António Enes e na fragata Comandante João Belo.

Foi Comandante dos navios patrulha Cuanza e Cacine, e da fragata Comandante Sacadura Cabral.

Como Comandante dos navios patrulha, realizou três comissões na Zona Marítima da Madeira, entre 1992 e 1995.

Na sequência destas comissões, realizou diversas missões de salvamento marítimo e de salvaguarda da vida humana no mar, missões de fiscalização exercendo a ação da autoridade do Estado no mar, nas águas da Zona Marítima da Madeira sob soberania e jurisdição nacional.

Realizou, ainda diversas missões nas Ilhas Desertas e Selvagens, no apoio ao Parque Natural da Madeira, e à Ilha de Porto Santo, apoiando as unidades militares aí sedeadas.

Em unidades em terra, prestou serviço no Comando Naval, como Chefe da Secção de Protocolo e da Secção de Atividades de Fiscalização, na Direção do Serviço de Formação, como Chefe da Repartição de Tecnologias de Formação, no Instituto de Estudos Superiores Militares, como Chefe dos Serviços de Apoio, na Direção de Pessoal, como Chefe da Repartição de Militarizados e Civis, e no Instituto Universitário Militar, como Coordenador da Área de Ensino Específico da Marinha.

De 2000 a 2003, foi Capitão do Porto de Peniche e Comandante Local da Polícia Marítima de Peniche.

No âmbito desta comissão foi responsável por uma área de jurisdição de cerca de 90 km de costa, com uma intensa atividade de pesca, quer profissional quer lúdica. Esta área de jurisdição incluía, ainda, a reserva natural do arquipélago das Berlengas, com as especificidades inerentes ao seu estatuto.

Considerando toda esta atividade, comandou e coordenou uma intensa atividade de fiscalização, através do emprego dos meios do Comando Local da Polícia Marítima de Peniche.

Prestou serviço na Divisão de Operações do Estado-Maior Internacional do Comité Militar da NATO, no quartel-general em Bruxelas, Reino da Bélgica.

É especializado em Artilharia Naval e frequentou o Senior Course, no NATO Defense College em Roma, Itália. Está habilitado com o Curso Geral Naval de Guerra e com o Curso de Promoção a Oficial General.

Ao longo da sua carreira foi agraciado com vários louvores e condecorações.