Alunos camaralobenses premiados em projecto de educação geográfica

Alunos da Escola Básica e Secundária Dr. Luís Maurílio da Silva Dantas, em Câmara de Lobos, conquistaram dois prémios no concurso nacional do projecto “Nós Propomos! Cidadania e Inovação na Educação Geográfica”, que constitui, presentemente, o grande projecto nacional no âmbito da disciplina de Geografia, mobilizando escolas de todo o país, refere uma informação à Imprensa.
O projecto dirige-se, prioritariamente, a alunos e professores de Geografia do Ensino Secundário e procura mobilizar os estudantes para a identificação de problemas locais e para a apresentação de propostas de resolução dos mesmos.

Ambos os projectos premiados incidem sobre o sector turístico do município de Câmara de Lobos. O terceiro lugar no concurso nacional para melhor projecto foi atribuído aos alunos Diogo Freitas, Igor Santos e Sérgio Vieira, que apresentaram uma proposta de requalificação para fins turísticos dos barcos de pesca tradicional de Câmara de Lobos, conhecidos por “Xavelhas”.

Já na categoria de Melhor vídeo de Apresentação, as alunas Ana Freitas, Luana Aguiar e Liane Pestana conseguiram o segundo lugar no concurso nacional, com um notável vídeo sobre o Miradouro do Cabo Girão, onde propõem a instalação de um binóculo de longo alcance e a dinamização cultural como forma de rentabilizar aquele espaço.

Estas distinções foram atribuídas no âmbito do Seminário nacional, que decorreu no dia 2 de Maio, na Aula Magna da Universidade de Lisboa e que contou com a participação de mais de um milhar de alunos e professores de todo o país.

O projecto “Nós Propomos! Cidadania e Inovação na Educação Geográfica” é promovido pelo Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa e apoiado pelo Ministério da Educação e Ciência, através da Direcção-Geral da Educação, e conta com o apoio da Associação de Professores de Geografia, da Associação Portuguesa de Geógrafos e da Associação Insular de Geografia, que na Região Autónoma da Madeira promove e acompanha a sua dinamização.

No começo do ano escolar, depois de uma primeira fase de sensibilização para as questões da cidadania e desafios locais, os alunos identificam, em pequenos grupos, problemas que lhes são significativos, na área da escola e da sua residência – da recuperação de um edifício abandonado, à alteração do percurso de uma carreira de transportes públicos, passando pela instalação de equipamentos de lazer num espaço público ou pela criação de um roteiro turístico local, para dar alguns exemplos, refere a nota de imprensa.

Sempre que possível, alunos e professores têm uma reunião com técnicos da Câmara Municipal, que lhes transmitem as principais orientações e preocupações do Plano Director Municipal, o que ajuda a enquadrar o problema que estão a estudar. Posteriormente, os alunos realizam um trabalho de pesquisa sobre o problema que seleccionaram e elaboram proposta(s) de resolução do mesmo.

Por fim, as suas propostas são sintetizadas através de um Poster, Vídeo ou Apresentação PowerPoint, submetidas ao concurso nacional e apresentadas à comunidade, frequentemente junto das autarquias, que em alguns casos têm assumido a sua concretização.

Os vídeos apresentados podem ser vistos nos seguintes endereços electrónicos:

Um novo olhar sobre a Madeira

Alunas: Ana Freitas, Luana Aguiar e Liane Pestana

https://www.youtube.com/watch? v=__LAYDnhnkA&feature=share

 

Requalificação dos barcos tradicionais para fins turísticos

Alunos: Diogo Freitas, Igor Santos e Sérgio Vieira

https://www.youtube.com/watch? v=C7CgwEPpmTo&feature=share

Os trabalhos foram acompanhados pela docente Sandra Santos.