JPP insiste na questão do ferry

O Juntos pelo Povo (JPP) divulgou um cartaz sobre a ligação marítima à Madeira, para lembrar a promessa feita por Miguel Albuquerque, na corrida à presidência do Governo Regional. Um compromisso que, realça este partido, ainda não foi assumido, passados dois anos de governação.

“O governo regional de Miguel Albuquerque prometeu que ia fazer de tudo para retomar a ligação entre a Madeira e o continente português, a ligação ferry que antes a Madeira já teve. Neste momento, tem feito também para que essa promessa caia no esquecimento, empurrando a responsabilidade para a Assembleia da República, esquecendo a palavra que devia ser honrada, a palavra de um presidente do Governo Regional que prometeu aos madeirenses restabelecer esta ligação”, afirmou Patrícia Spínola.

A deputada do JPP lembrou que já foi aberto “um concurso para retomar esta ligação, que limitava as embarcações ao tamanho e à capacidade, um concurso que ficou vazio e, como tal, é preciso perceber o porquê para esta falta de interesse”, por parte dos armadores.

“É flagrante que, nesse concurso, os armadores não estariam isentos de taxas portuárias, o que o JPP considera, e já o afirmou num debate na Assembleia Regional, que a isenção das taxas portuárias traria e cativaria os armadores a fazer a ligação entre a Madeira e o continente”, acrescentou Patrícia Spínola.

O JPP quer saber se Miguel Albuquerque “está disposto ou não a ceder nas suas condições para que se estabeleça esta ligação marítima” e lembra que só depois do primeiro concurso “é que foi entendido que, à priori, esta ligação deveria ser financiada devido ao princípio da continuidade territorial”.