Cartazes de Natal para ver com óculos “fundo de garrafa”

SONY DSC

Rui Marote
Como é sabido, a Secretaria Regional da Economia, Turismo e Cultura anunciou recentemente, em conferência de imprensa, que iria integrar as tradicionais ‘Missas do Parto’ no programa das festas de fim-de-ano, entre muitas outras manifestações culturais. Aproveitando-se deste evento litúrgico e das celebrações profanas que o acompanham, sem dar cavaco ao bispo da Diocese do Funchal, D. António Carrilho, a SRETC integrou nuns placares distribuídos pelas artérias do Funchal os eventos desta quadra festiva. A ideia, a intenção, até podemos considerar boas. Tratava-se de valorizar o património cultural imaterial madeirense. Mas o design dos cartazes criou uma imagem gráfica nada atractiva a uma leitura do programa diário.

SONY DSC

O Estepilha sugere aos madeirenses e turistas uma consulta de oftalmologia com direito a óculos para qualquer idade, dado que ler estes cartazes é um verdadeiro desafio. E, se quisermos ler o que está no final dos mesmos, quase temos de nos deitar de bruços no chão.
O Estepilha não sabe, mas acha que pagar a um designer para fazer isto chama-se deitar dinheiro na Fundoa…

SONY DSC