PS-M reuniu com a ANAC sobre o subsídio de mobilidade aérea

anac-carlos-pereira

O PS-Madeira está actualmente a realizar um conjunto de reuniões com várias entidades, relacionadas de um modo ou outro com o novo modelo de mobilidade aérea, na Região. Esta tarde, o vice-presidente da bancada do PS na Assembleia da República e presidente do PS-M, Carlos Pereira, bem como o deputado Luís Vilhena, reuniram-se com o presidente  da Autoridade Nacional da Aviação Civil (ANAC), Luís Miguel Ribeiro, para perceberem a forma como esta entidade vê o funcionamento deste modelo.

O PS-Madeira tem vindo a identificar diversas falhas no modelo, nomeadamente nas alturas de maior procura, que têm afectado negativamente os madeirenses. Neste âmbito, o PS quis ver também esclarecida a questão da existência de tarifas executivas mais baratas em relação às tarifas económicas.

Carlos Pereira referiu a propósito que nesta reunião ficou claro que é necessário ter uma boa avaliação do que foi o funcionamento do modelo durante o período em que tem estado vigente, que, conforme a lei, deve ser feita pela ANAC e pela Inspecção de Finanças, a qual deverá estar pronta no próximo ano, levando em consideração as diversas alturas de pico, como o Natal, por exemplo. Carlos Pereira espera que o GR determine os aspectos que não estão em conformidade para os madeirenses, e que desenvolva depois, em coordenação com o Governo da República, as alterações necessárias.

Carlos Pereira disse que o que é mais importante é atrair mais companhias para o aeroporto da Madeira, uma vez que a concorrência não funciona com apenas duas companhias a voar para Lisboa e Porto. Comentou ainda o caso de haver tarifas em Executiva que são mais baratas que em Económica classificando tal exemplo como demonstrativo de que “há qualquer coisa que não está bem neste processo”.