Governo reage à JPP e grante que a GESBA respeita agricultores

 

gesbaO gabinete do Secretário Regional da Agricultura e Pescas emitiu esta tyard eum comunicaod em reação à JPP.

“O JPP veio novamente a público prestar declarações que em nada correspondem à realidade. Desde o início de atividade, nunca houve por parte de funcionários qualquer tipo de má educação, tendo sempre os funcionários, em qualquer momento, ajudado os agricultores no sentido de resolver sempre qualquer questão.

Convém recordar que até 2020 a GESBA tem compromissos financeiros herdados pelas antigas cooperativas, situação que este partido nunca refere. O Governo Regional, conforme já anunciado vai aumentar o rendimento aos produtores.

Ao contrário do que foi dito, nunca houve distribuição de dividendos por parte da GESBA. Todos os lucros da GESBA foram para a consolidação financeira da empresa.

Refere ainda o JPP que a empresa teria sido apanhada de surpresa pelo aumento de produção. Nada mais errado. A empresa previu um aumento de produção na ordem dos 20% até ao final do ano.

No que se refere às horas extras dos funcionários e ao facto que não haver capacidade de resposta, relembramos, novamente, que a empresa pauta-se sempre pelo cumprimento das regras a que as empresas públicas são obrigadas. No ano de 2015 foram recrutados 60 funcionários e este ano foram recrutados mais 30 para ajudar ao corte de banana. Igualmente público é o facto de todos os agricultores que apanham e entregam banana na GESBA terem um acréscimo de 10% no preço”.