Funchal a arder não dá tréguas aos bombeiros e já se reclama o combate por meios aéreos

funchal 3
Foto Horácio Freitas.

As temperaturas continuam a subir, o vento a soprar ainda forte e os incêndios continuam a atormentar a população do Monte, São Roque, Campanário, Canhas e agora Santa Cruz, na zona da Matur.

O centro da cidade está a resistir ao fogo, mas com este ambiente de caldeirão ninguém sabe por quanto tempo. Uma coisa é certa: a ventania que tem soprado desde ontem à noite tem feito cair alguns galhos de árvores, e a Câmara Municipal do Funchal procede à limpeza.

GALHOS
Foto Teresa Gonçalves.

Entretanto, à medida que o drama se adensa, há vozes a defender o recurso a uma intervenção aérea, com recurso a helicópteros de combate dos fogos, para pôr termo às labaredas que se vão propagando para outras zonas, empurradas pelo vento.

Coordenadas ou não, todas as forças de segurança estão no terreno, dia e noite, e o cansaço já se começa a fazer sentir porque a intensidade dos fogos e a falta de recursos obrigarão certamente as entidades competentes a tomar outras medidas, quiçá com recurso à ajuda do Estado português.

funchal1
Foto Horácio Freitas.