Assoreamento inviabiliza acostagem neste cais

SONY DSC

(Texto e fotos Rui Marote) Caminhamos para três anos que o cais de acostagem das instalações de São Lázaro está concluído e que essa infraestrutura nunca funcionou.

Destinava-se a ser o cais do patrulhão da marinha que nunca chegou à Região, além de apoio aos rebocadores da APRAM.

A que é que se deve esta inoperacionalidade? Segundo nos informaram, ao assoreamento de toda aquela área, dada a proximidade da foz da Ribeira de São João.

SONY DSC

Recordamos que no caderno de encargos da construção deste cais de acostagem estava contemplado que a firma construtora teria de proceder ao desassoreamento.

Até hoje…. Terá caído no esquecimento da APRAM e do construtor já lá vão cerca de três anos.

Quanto custou …? Utilização zero …!