RTP perde o jornalista que denunciou a rede belga de pedofilia que atuou na Madeira

António esteves martins2O corresponde da RTP em Bruxelas, António Esteves Martins vai deixar os ecrãs. Mas não vai mudar-se para outra estação televisiva, vai ser assessor da Representação Permanente de Portugal junto da União Europeia.

Esteves Martins estava na RTP desde 1991 e sai agastado com a forma como foi tratado pela direção de informação da estação pública a propósito dos atentados em Bruxelas (aeroporto e metro).

Esteves Martins estava de férias nessa altura mas foi visado por a RTP não ter feito a cobertura dos atentados. Inclusive por parte do provedor da RTP no programa ‘Voz do Cidadão’.

Foi a gota de água de um desconforto que se arrastava há mais de um ano com a direcção de informação liderada por Paulo Dentinho, sendo sub-director Vitor Gonçalves.

Recorde-se que António Esteves Martins teve um papel decisivo na investigação e na denúncia jornalística do caso de pedofilia que ligava a Bélgica à Madeira.

Aliás, o correspondente da RTP chegou mesmo a deslocar-se à Madeira, em Fevereiro de 2011, para depor no julgamento de um dos pedófilos.