Família em perigo numa casa a ruir no Caniço

 

casa2
Fotos DR

No número 68 do Caminho dos Reis Magos, no Caniço, a miséria bateu à porta de uma família há muito carenciada. A situação de extrema pobreza agravou-se com o mau tempo que se tem feito sentir nos últimos dias na Madeira e, desta vez, a ventania levou a porta da casa, enquanto o teto vai caindo aos poucos, como o Serviço Regional de Proteção Civil terá ontem à noite verificado, uma vez que foi chamado ao local.

casa3

Susana Fernandes, de 26 anos de idade, desempregada, tem à sua responsabilidade a mãe, de 56 anos, e o tio de 61 anos, deficiente. Os três residem nesta casa, em avançado estado de degradação, e o caso está identificado pelas autoridades competentes como a Investimentos Habitacionais da Madeira, (IHM), Câmara Municipal de Santa Cruz e Serviço Regional de Proteção Civil. Todos prometem para breve uma solução para breve, que entretanto tarda em chegar.

O processo no IHM remonta a 2008, quando foi feito o primeiro pedido de ajuda. Até o deputado José Manuel Coelho já alertou para este problema mas o facto é que a família continua a residir em condições lastimáveis que se tornam mais preocupantes quando chega o mau tempo.

CASA5Desta vez, os bombeiros chegaram também a prestar auxílio e até recomendaram que a família abandonasse o local. Porém, sem abrigo alternativo, todos permanecem na moradia de risco a ver se surge uma solução no horizonte.

É ainda de referir que a vontade da família de realizar obras de recuperação do imóvel também esbate com as divergências entre herdeiros titulares da habitação.

No entanto, este caso é visto também pelos vizinhos como urgente em termos de intervenção social, dada a situação de risco que os seus habitantes enfrentam.

caSA4