Eduardo Jesus procura encantar jornalistas de negócios

asseco-012.jpg.jpeg

Fotos: Rui Marote

O secretário regional da Economia, Turismo e Cultura, Eduardo Jesus, marcou hoje presença na abertura de um encontro que junta cerca de quatro dezenas de jornalistas ligados à área económica, num evento que consubstancia uma reunião do ‘Asseco Group’, e que se realiza no Casino, até dia 22.

No seu discurso, o governante enfatizou que os 600 anos da descoberta da Madeira serão celebrados em 2019 e discorreu sobre a História do arquipélago como plataforma de lançamento de comércio, exploração e expansão portuguesa.

 

“A Madeira esteve no centro de importantes transacções comerciais mas não só: teve a capacidade de atrair e fixar populações de outros países, abrindo, desde então, espaço à multiculturalidade que hoje marca a nossa identidade e nos distingue de outros povos”, esclareceu.

asseco-014.jpg.jpeg

Como exemplo, citou os ciclos da cana-de-açúcar – a primeira destas plantas levada para o Brasil foi oriunda da Madeira, disse, e do vinho, que “desempenhou um papel fundamental na aproximação entre os Estados Unidos da América e a Europa, sendo que também foi responsável por atrair e fixar a comunidade inglesa entre nós”.

Elogiando o vinho Madeira como “fonte de inspiração para William Shakespeare e uma presença constante na mesa de Napoleão Bonaparte”, Eduardo Jesus enfatizou que o Vinho Madeira tem ganho protagonismo em momentos fulcrais da história mundial.

“Relembrem-se, neste último caso e apenas como o exemplo, a Declaração da Independência dos Estados Unidos da América e o Acordo Nuclear entre a América e o Irão, cerimónias seladas com um brinde de Vinho Madeira”, realçou.

 

Eduardo Jesus citou Charles Darwin, a Imperatriz Elisabeth da Áustria, Paul Langerhans, o Imperador Maximiliano, a Princesa Maria Amélia e o Imperador Carlos da Áustria como exemplos das muitas personalidades que estiveram na Região à procura de tratamentos, conhecimentos científicos ou simplesmente de refúgio. Garantiu, aliás, neste aspecto turístico e de saúde, que a Madeira é um dos destinos mais antigos da Europa, com mais de 200 anos de história neste campo.

Realçando os números actuais de turistas que chegam através do Aeroporto da Madeira (1,2 milhões) e através dos navios de cruzeiro (600 mil), o governante enfatizou que 2015 foi o melhor ano de sempre para o turismo regional.

Aos jornalistas estrangeiros, fez, pois, a apologia da oferta da Região, incluindo actividades todo o ano e para todos os públicos, animação e festividades ao longo dos 12 meses do ano, e “um competitivo Centro Internacional de Negócios”.