Emanuel Câmara diz que PSD-Porto Moniz é que se deve desculpar

Emanuel câmara

Em resposta ao comunicado do PSD-Porto Moniz, que exigiu “desculpas” de Emanuel Câmara ao povo da localidade onde é presidente da Câmara, o edil e presidente da concelhia do PS do Porto Moniz refere, numa nota de imprensa, que “quem deve pedir desculpa à população do concelho do Porto Moniz é o PSD, pelas diferentes gestões danosas efectuadas pelos seus autarcas, ao longo dos anos que estiveram a frente dos destinos da câmara municipal, levando ao acumular de uma divida na ordem dos 12,6 milhões de euros”.

Câmara lembra que a dívida actual da Câmara já é inferior a 3 milhões de euros. “Também conseguimos, fruto de uma gestão inteligente, uma disponibilidade de tesouraria superior a 3 milhões de euros”, acrescenta. E recomenda ao PSD-Porto Moniz: “Não se esqueçam também de pedir desculpa a todos os portomonizenses pelo fecho do serviço de urgências e do matadouro, alem do estado em que deixaram a estação zootécnica, mais conhecida pela “cerca da junta”. Peçam também desculpa aos munícipes do falhanço a nível do turismo, nomeadamente no projecto da costa Laurissilva. Desse projecto nada encontrámos quando chegamos a câmara municipal, restando só comprovativos na tesouraria da saída de milhares de euros para esse mesmo projecto”, acusa.

 Emanuel Câmara diz que quem quiser mais esclarecimentos, deve ler as declarações do ex-secretário regional da Saúde e Assuntos Sociais,  Francisco Jardim Ramos, que considera esclarecedoras. E passa a citar:
“Os renovadinhos”, nos quais se incluem, claro está os do PSD Porto Moniz, “pretendem escamotear o falhanço completo que a renovação tem constituído” e “onde falta sobretudo o rumo e o norte político”.

Mais comentários para quê?, interroga-se.