João Castro selecionado para nadar no Chipre

 

CASTRO 2 (Com Cristina Costa e Silva)  / O “Castro” tem as malas aviadas para a primeira saída do país, incluído na seleção nacional de juvenis de natação. O nome por que é conhecido o jovem de 16 anos, aluno da área de ciências do Liceu Jaime Moniz, identifica João Castro, o nadador de excelência que nos dias 2 e 3 de Abril vai estar no Chipre, para cumprir a sua primeira internacionalização fora de portas, depois do Meeting de Lisboa ter sido a primeira travessia numa caminhada que se espera longa.

O jovem, que está neste momento na sua segunda época como nadador do Clube Desportivo São Roque, depois de o grupo a que pertence há uns anos ter deixado o Club Sport Marítimo – ao que parece por falta de apoio do clube a essa modalidade amadora – perdeu a conta às medalhas que ganhou e, pelo palmarés que apresenta do alto do seu metro e 82 centímetros, vai ser precisa muita perícia para enfileirar lá em casa as medalhas que vai trazer nos próximos anos para a Madeira.

A nadar desde os 4 anos

João Castro nada desde os 4 anos, quando em 2004 os pais o iniciaram na modalidade, que chegou a acumular com o futebol. Não era caso raro, numa altura em que se queria produzir Cristianos Ronaldos em série, mas fizeram depois a aposta certa quando foi preciso conciliar as extracurriculares com os estudos. Não se sabe se se perdeu um CR7, mas por enquanto fica a certeza de que a Madeira ganhou a mais medalhada promessa da Natação juvenil dos últimos anos.

casprincipalVamos a factos: desde que é federado, em 2008, João bateu 22 recordes regionais e dois nacionais.

Na prateleira lá de casa, moram 6 títulos de campeão nacional, quatro de vice-campeão e um terceiro lugar. Se formos olhar para a gaveta do campeonato zonal, da zona sul, depressa descobrimos 4 títulos de campeão nacional, cinco de vice-campeão e seis medalhas de bronze na mesma prova.

Mas o jovem que quer seguir os estudos na área do desporto e que não esconde que o seu objetivo são os Jogos Olímpicos de 2020, também tem um espaço para as 70 medalhas de ouro, 15 de prata e três de bronze conquistadas nos diversos torneios que participou na Região, de tal forma que já parece distante aquela primeira medalha, conquistada no Torneio Regional de Fundo de Infantis e Juvenis, em 2013, torneio em que repetiu a dose e levou para casa uma medalha de ouro em cada mão.

2 horas diárias a nadar

Esta semana, quando todos os seus colegas estão de férias, pratica duas horas por dia de natação, o que acontece, de resto, durante todo o resto do ano. «Só tenho férias em Agosto», sentencia, como se de um funcionário de uma empresa se tratasse, mas lá diz o ditado que quem corre por gosto não cansa. E, neste caso, o jovem treinado por Mercês Costa tem sido incansável na busca por um sonho, conseguindo ter boas notas na Escola secundária Jaime Moniz.

cas1O Castro da natação, como diz ser conhecido na escola, promete levar o nome da região bem longe. Das piscinas da Penteada, onde presentemente está impedido de treinar devido às obras que ali se estão a realizar até Chipre na próxima semana. E, se as suas braçadas continuarem a ser certeiras, vai certamente continuar a inscrever o nome da nossa ilha na prova máxima do desporto.