Câmara do Funchal com orçamento rectificativo

Funchal
Foto municipio do Funchal

O Presidente da Câmara Municipal do Funchal anunciou hoje que o não recebimento dos 5 Milhões de Euros de contribuição variável de IRS, que o Município do Funchal tem direito a receber relativos aos anos de 2009 e 2010 – devidos pelo Governo Regional – implicará necessariamente a apresentação de um Orçamento Retificativo ainda este ano.
Paulo Cafôfo recordou que a posição do Governo Regional contraria as decisões judiciais já tomadas, e que os 5 Milhões de Euros são fundamentais para o equilíbrio financeiro e para os investimentos que a Câmara do Funchal pretende fazer no Município.

Recorde-se que, desde que tomou posse, o atual Executivo da Câmara Municipal do Funchal, perante uma situação financeira muito difícil, tomou decisões relevantes para evitar qualquer incumprimento. Reduziu em 25 milhões de euros a sua dívida global, que era superior a 100 milhões de euros, efetuou uma reestruturação orgânica do quadro de dirigentes, reduzindo o número de cargos de chefias de 75 para 36 e no pagamento a fornecedores reduziu o prazo médio de pagamentos, que era superior a um ano em 2013, para menos de 90 dias, entre outras medidas. Em conjunto com a redução da despesa, procedeu igualmente à redução da carga fiscal sobre os funchalenses.