PS preocupado com o estado da Educação

ps

A candidatura do Partido Socialista da Madeira às eleições para a Assembleia da República avistou-se hoje com o reitor da Universidade da Madeira, e com os responsáveis da Associação Académica.

Na sequência destes contactos, o candidato Carlos Pereira referiu que o PS quer manifestar uma preocupação grande sobre as questões da educação, que são fundamentais para o desenvolvimento da RAM. Os socialistas dizem-se preocupados com aquilo a que chamam a “desestruturação do sistema educativo na RAM”, cujas responsabilidades podem ser assacadas também ao Governo da República.

Este, disse Carlos Pereira, tem realizado cortes cegos na Educação, que têm provocado lacunas grandes no nosso sistema educativo.

Há situações lamentáveis a verificarem-se na Madeira, como sejam turmas com alunos a mais, centenas de docentes que são dispensados apesar de serem necessários, numa lógica de diminuir o número de funcionários públicos, neste caso, professores..

Por outro lado, relativamente à UMa, interessa ao PS a sua “excelência e sustentabilidade”, pelo que promete lutar por um estatuto especial das universidades nas regiões autónomas, para poderem lidar mais facilmente com os problemas das ultraperiferias.

Queremos ter um ensino que corresponda aos interesses e necessidades da RAM, referiu,

Carlos Pereira lamentou, por outro lado, que haja tantos estudantes que querem ir para a universidade e não têm dinheiro, situação agravada pela crise económica que se fez sentir nos últimos anos, fruto das políticas implementadas pelo governo de coligação PSD-CDS.

O candidato socialista defendeu ainda uma tarifa única para os estudantes que se deslocam para o Funchal a partir das zonas rurais.