A Agência de Proteção do Meio Ambiente acusou a Volkswagen de falsear o desempenho dos motores

Volkswagen_logo_2012

A Agência de Proteção do Meio Ambiente dos Estados Unidos acusou a Volkswagen de falsear o desempenho dos motores em termos de emissões para a atmosfera através de um ‘software’ incorporado no veículo, enfrentando uma multa que pode ir até aos 18 mil milhões de dólares (cerca de 15,9 mil milhões de euros ). Segundo a Volkswagen, cerca de 11 milhões de carros são suspeitos de estarem envolvidos no escândalo da manipulação de dados sobre emissões. A marca adiantou ainda serem necessários cerca de 6,5 mil milhões de euros para fazer face aos custos de serviços. Falta na Europa entidades deste tipo para verificarem as “verdades” do poder económico e defenderem os consumidores. De modo a afastar os rumores dos consumidores europeus é necessário fazer a verificação, por uma entidade independente e credível, de todos os carros que são vendidos na Europa.
A chanceler alemã, Angela Merkel, pediu esta terça-feira ao construtor automóvel Volkswagen que garanta “transparência total” no caso da manipulação das emissões poluentes nos veículos.