Quem perdeu o debate do ano? A educação!

debate
Foto Notícias ao Minuto.

O Estepilha seguiu o mediático debate televisivo Passos Coelho/António Costa, moderado por três vedetas do jornalismo nacional. Sobre quem ganhou o debate, deixamos ao critério do telespetador, ao sabor das suas paixões partidárias. Ainda assim, do alto da sua insignificância atreve-se a dizer que foi tão falado o nome e as políticas do homem a quem a justiça colocou em prisão domiciliária que arrisca a ironizar com a vitória de Sócrates.

Mas o Estepilha não pode ignorar que este debate – considerado o duelo político do ano – não tocou sequer numa das questões essenciais, como a da educação. Lembram-se? Das polémicas arrastadas sobre o ministro que queria implodir o Ministério da Educação e que praticou o contrário do apregoado? Dos enganos no concurso nacional de colocação de professores que levou o ministro a pedir desculpas? Do comentador televisivo que defendia uma coisa e aplicou outra após a promoção a ministro? Zero debate.

Pode-se bem argumentar e dizer que os jornalistas se terão esquecido de questionar sobre as autonomias insulares e até a justiça. Mas, ignorar o tema transversal da educação é sintomático. Ou terão os jornalistas e candidatos a Primeiro Ministro considerado que é um assunto de insignificante importância? Não é por acaso que a sabedoria popular afirma que cada um tem o que merece.