Secretário da Saúde convida grupo do novo hospital a continuar e inclui ex-diretor clínico como vice (atualização)

grupo hospital
O grupo quando entregou a Albuquerque o relatório. Foto in portal do Governo Regional.

João Faria Nunes pediu ao grupo de trabalho de criação do novo hospital, indigitado pelo ex-secretário Manuel Brito, para continuar as suas funções, apesar das mudanças na hierarquia da saúde.

Após o FN publicar hoje a notícia, o gabinete do secretário esclareceu que também convidou para vice-coordenador do grupo o ex-diretor clínico, João Manuel Rodrigues. A equipa integra ainda novos elementos como Helena Silva, arquiteta ligada à Direção Regional de Edifícios Públicos (e não o eng. Amílcar Lima) e José Agostinho Franco, engenheiro do SESARAM

O  convite não foi extensível a membros do conselho de administração do SESARAM, embora haja elementos do grupo que defendem a sua presença para se comprometerem também com as decisões a propor.

Um convite já aceite pelo porta-voz Filomeno Paulo Gomes, assim como Mário Pereira, este último a aproveitar as férias para uma missão de voluntariado num hospital da Índia. Os demais elementos estão a refletir, apesar de Manuel Brito ter vindo a aconselhar a continuidade da equipa em nome do interesse público que é o de dotar a Região de uma estrutura hospitalar que responda aos desafios atuais da saúde.

Desta feita, a equipa é convidada pelo novo titular da Saúde a integrar o Gabinete de Apoio Permanente à Construção do Hospital, criado na sequência da apresentação da primeira fase da avaliação técnica do grupo, com entrega pública de relatório final a Miguel Albuquerque, pelo porta-voz  Filomeno Paulo Gomes.

O secretário da Saúde escreveu uma carta ao grupo expressando a vontade de manter a equipa no novo órgão criado em conselho de governo do mês passado. Recorde-se que o grupo apresentou a Miguel Albuquerque, as conclusões da primeira parte do seu trabalho, através de relatório, defendendo a construção de um hospital de raiz, em Santa Rita, com um custo estimado em 240 milhões de euros, um valor que inclui a construção e aquisição de equipamentos.

Neste momento, o trabalho já realizado pela equipa será enviado aos partidos e parceiros sociais, ordens e sindicatos. Prevê-se ainda um debate na Assembleia Legislativa com a presença do grupo de trabalho.

João Faria Nunes quer assegurar a etapa seguinte, ou seja, a criação do Programa Funcional, até ao final deste ano, bem como a posterior fase de atualização do anteprojetpo.

O grupo de trabalho inicial foi formado pelo coordenador Filomeno Paulo Gomes, médico e ex-presidente do conselho de administração do SESARAM, Juan Carvalho, presidente do Sindicato dos Enfermeiros, Dírio Ramos, engenheiro, Duarte Dória, gestor, e Mário Pereira,  médico e deputado do CDS-PP.