Polícia lança operação “Armex” e apreende 38 armas e materiais explosivos

polícia-22De vez em quando, a Polícia de Segurança Pública promove operações de segurança, a vários níveis, que visem prevenir eventuais práticas ilícitas com riscos de maior para a população. Desta feita, a intervenção fez-se no âmbito nacional. Segundo um comunicado do comando da PSP, faz-se saber que, “no passado dia 18 de junho, a Polícia de Segurança Pública realizou durante 24 horas a Operação ARMEX, desenvolvida em todo o País e focada essencialmente na fiscalização de Armeiros, Pirotecnias e Locais de emprego de explosivos”.

Apesar da legislação ser clara, a verdade é que também há portugueses que gostam de viver à margem das regras da própria lei. Segundo a PSP, “desta operação destacam-se as fiscalizações a 18 pedreiras, 33 armeiros, 9 pirotecnias, 2 estanqueiros e 1 fábrica das quais resultaram os seguintes resultados operacionais:

  • 17 detenções;
  • 67 infrações detetadas (nomeadamente as que se prendem com a renovação e caducidade de licenças);
  • 1.067 munições apreendidas (maioritariamente da classe D com mais de 1.000 munições apreendidas);
  • 38 armas apreendidas (28 das quais da classe D);
  • 21.595 artigos pirotécnicos apreendidos (rastilho, cordão detonante, detonadores, ligadores, etc.)”.

O trabalho da Polícia não está esgotado. “A PSP manterá um elevado nível de fiscalização nesta área operacional, garantindo o correto uso e manuseamento de todos os compostos e derivados de explosivos, considerando os cuidados a ter no porte e uso de armas de fogo, diminuindo exponencialmente o número de acidentes com este tipo de matérias sensíveis”, reza o comunicado.