Prémio Infante D. Henrique entregue a 8 de novembro em Câmara de Lobos

Mais de 25 jovens da Escola Básica e Secundária Dr. Luís Maurílio da Silva Dantas, de Câmara de Lobos, recebem o Prémio Infante D. Henrique nível Bronze.

A cerimónia decorrerá no Salão Nobre dos Paços do Concelho no próximo dia 08 de novembro, pelas 10h30, e contará com a  com a presença de S.A.R. Duque de Bragança, D. Durate, Presidente de Honra do Prémio Infante D. Henrique (PIDH).

Pelo segundo ano consecutivo os jovens das escolas de Câmara de Lobos vêm o resultado do seu empenho, trabalho e esforço reconhecidos pelo Prémio Infante D. Henrique.

Na cerimónia de entrega do galardão, além de S.A.R. Duque de Bragança, marcarão presença Pedro Coelho, Presidente da Câmara Municipal de Câmara de Lobos (CMCL), Sónia Pereira, Vereadora da Educaçãoda CMCL, da Dra. Luisa Sá Carneiro Beirão, Diretora Nacional do Prémio.

A EBS Dr. Maurílio da Silva Dantas será representada pelas Professoras e Monitoras Anabela Ganança, Simaura Ramos, Ana Teresa Batista, Cláudia Andrade, Cláudia Freiras Dantas, Isabel Abreu, Octávia Figueira e Rosalina Freitas.

O Prémio Infante D. Henrique, é um programa de educação não formal, de desenvolvimento pessoal e social de atividades voluntárias e não competitivas, destinado a jovens com mais de 13 e até aos 25 anos, encorajando-os a desenvolverem-se como cidadãos ativos, participativos, com uma contribuição positiva na sociedade e preparando-os com experiências de vida para marcar a diferença com os próprios, as suas comunidades, e o mundo.

O Prémio Infante D. Henrique é a versão portuguesa do “TheDukeofEdinburgh’sInternationalAward”, fundado em 1956 pelo Duque de Edimburgo. Em Portugal, o Prémio foi fundado em 1988, no Porto, pelo Senhor Dom Duarte, Duque de Bragança, que para além de Fundador é Presidente de Honra.

A formação moral e cívica, a defesa dos valores éticos como complemento à formação curricular e de comportamentos e atitudes do viver em sociedade, estão na base desta distinção.

De entre as atividades desenvolvidas pelo Prémio Infante D. Henrique destacam-se as ações de voluntariado no apoio ao próximo e à comunidade, à prática desportiva e à aquisição e desenvolvimento de competências para além da Aventura onde são privilegiados o trabalho em grupo e a tomada de decisões.

O crescimento do programa junto dos jovens nas Escolas é bastante visível e para além do certificado e medalha, os jovens recebem uma Declaração bilingue, que podem e devem utilizar nas candidaturas a Universidades estrangeiras, mestrados e emprego.

Simbolicamente, o Prémio traduz o reconhecimento do trabalho dos alunos no desenvolvimento das competências essenciais para as vidas destes, tais como persistência, compromisso, iniciativa, responsabilidade e desenvolvimento pessoal e social no período em que participaram no Programa, atributos relevantes e diferenciadores, futuramente na sua vida profissional.

Para Pedro Coelho “A participação dos jovens do Concelho no PIDH é importante no sentido da promoção da participação dos mesmos no sentido do desenvolvimento de competências «não formais», complementares aos conhecimentos e capacitações académicas e escolares. Os objetivos preconizados pelo prémio são fatores diferenciadores no mercado de trabalho, dado que contribui para o desenvolvimento das denominadas soft skills e das «competências para o futuro». O Prémio Infante D. Henrique desempenha um papel cada vais mais relevante como fator diferenciador pelo acréscimo de valor que aporta ao curriculum vitae dos Jovens, enquanto testemunho da sua preparação para os desafios profissionais e pessoais e certificação da aquisição de competências”, ressalvou o edil.

O impacto do Prémio, é bem retratado no filme “Skills for the Future”, em que diversos empregadores destacam o Programa, como factor diferenciador no processo de selecção. O filme está disponível no website do Prémio, em www.premio-idh.com. Pode também ser visualizado através do linkhttps://www.youtube.com/watch?v=QDAG58QXRdM&feature=youtu.be