Pedro Calado elogia papel dos psicólogos na sociedade

Na abertura do 2.º Congresso dos Psicólogos da Madeira, que decorre hoje e amanhã no Centro de Congressos da Madeira sob o tema’ Resiliência e Superação: a Psicologia na construção da paz, do bem-estar e da coesão social’, o presidente da Câmara Municipal do Funchal (CMF) alertou para a necessidade de preparar a sociedade para os novos tempos.

“Não é meter a cabeça debaixo da areia. É olhar com pragmatismo”, defendeu Pedro Calado, sublinhando que 2023 vai ser mais um ano desafiante, contudo acredita que a Região irá superar uma vez mais as dificuldades porque já demonstrou a sua capacidade de superação e resiliência, refere uma nota da CMF.

O edil garantiu que a CMF “está preparada para responder socialmente aos desafios futuros”, tendo defendido a colaboração dos psicólogos “na construção de uma coesão social diferente, uma sociedade mais forte e mais robusta para enfrentar os desafios de 2023”.

“Temos vindo a beneficiar do contributo dos psicólogos e da forma como têm ajudado a sociedade a crescer com pragmatismo”, enalteceu, fazendo depois um agradecimento ao contributo dado pela Universidade da Madeira (UMa) na formação de psicólogos.

“Hoje temos mais de 3 mil e 500 alunos na UMa, dos quais temos anualmente a saída de mais de 30 profissionais na área da psicologia”, salientou.