PSD-M insiste: Governo Regional é responsável por habitação mais económica e acessível

Os deputados do PSD salientaram hoje, a “resposta pronta” do Governo Regional às necessidades da população em termos habitacionais. O programa PRAHABITAR é tido “como um exemplo dessa adaptação constante às novas realidades”.
No âmbito do Roteiro da Habitação, que está a ser promovido pela bancada social-democrata, e após uma reunião com os responsáveis da Cooperativa CORTEL, o deputado Gualberto Fernandes salientou que, através deste programa, pretende-se impulsionar e recuperar este tipo de organizações para a construção e promoção de habitação a custos mais acessíveis, numa altura em que se agrava o desequilíbrio entre os preços da construção e os praticados no mercado imobiliário e a capacidade financeira das famílias, sobretudo as da classe média e os jovens casais, refere uma nota.
O parlamentar frisou que as cooperativas têm acesso a redução de IVA e isenções fiscais e que representam reduções de custos significativas na promoção de novos empreendimentos, o que se reflete nos custos de aquisição das habitações. Haverá ainda uma priorização dos cooperantes no PRAHABITAR.
Gualberto Fernandes realçou, ainda, que o PRAHABITAR foi alterado recentemente, com vista a flexibilizar as condições de acesso aos apoios, de modo a chegar a mais famílias, quer nos parâmetros que dizem respeito ao arrendamento, quer no que se refere à aquisição.
Em termos de arrendamento, conforme salientou, actualmente, os beneficiários podem indicar o imóvel do seu interesse para ter acesso ao apoio no valor da renda.
Já no que se refere à aquisição, referiu, há um apoio que pode chegar aos 20 mil euros.
O deputado afirmou que, para além de este ser um apoio importante no acesso das famílias da classe média e dos jovens a uma habitação a preços mais acessíveis, este programa é também um instrumento significativo para a fixação dessas famílias nos seus concelhos.