Socialistas criticam CMF por “negligenciar qualidade ambiental”

O Grupo do PS na Assembleia Municipal do Funchal acusa o executivo de Pedro Calado de negligenciar a qualidade ambiental da urbe. Em causa está o facto de a autarquia não se ter candidatado à Bandeira Verde ECOXXI, “deixando cair por terra todo o trabalho desenvolvido pela anterior vereação e que levou ao reconhecimento internacional da cidade”.

Andreia Caetano, na qualidade de porta-voz dos socialistas, recordou que nos últimos anos a cidade do Funchal recebeu este galardão atribuído pela Associação Bandeira Azul da Europa, e lamentou que o actual executivo camarário não tenha apresentado a candidatura ao programa, numa manifesta “total falta de preocupação para com a cidade e o futuro da sua população”.

“Tivemos nestes últimos anos, sob a liderança do Partido Socialista, uma cidade cuidada que foi reconhecida internacionalmente”, assegurou a responsável. O anterior executivo deu o exemplo e conseguiu com que a edilidade fosse contemplada durante sete anos com a Bandeira Verde ECOXXI.

“Este galardão indicava o caminho assertivo da autarquia e reconhecia todo o trabalho desenvolvido nas diversas áreas, seja nos resíduos, energia, espaços verdes, mobilidade, conservação da natureza ou na educação ambiental, contribuindo directamente para ter uma cidade e uma Região mais verdes”, frisou Andreia Caetano.

Para os socialistas, com esta atitude, a coligação PSD/CDS deixou claro que “não tem qualquer preocupação em trabalhar por uma cidade com cada vez mais qualidade de vida para todos os munícipes e todos aqueles que nos visitam, deixando cair a aposta feita a nível da sustentabilidade e da qualidade ambiental, sem quaisquer iniciativas nas áreas de resíduos, energia, espaços verdes, mobilidade e conservação da natureza”.