Miguel Albuquerque visita amanhã empreendimento habitacional a custos controlados em Câmara de Lobos

O Governo Regional apresenta amanhã, no sítio da Torre, em Câmara de Lobos, o sexto empreendimento habitacional a custos controlados. Um projeto que vai abranger todos os concelhos da Madeira, num esforço global de 128,4 milhões de euros. E que é uma das grandes prioridades de Miguel Albuquerque para os próximos anos.

O presidente do Governo Regional estará amanhã, pelas 16 horas, no sítio da Torre, onde decorrerá a apresentação.

Recorde-se que o PRR reserva 136 milhões de euros para a medida de reforço da oferta de habitação apoiada na Região Autónoma da Madeira: 128,4 milhões para a aquisição e construção de 1121 habitações – 100.086.000,00€ para a aquisição, (estavam previstos 95.500.000 euros para o efeito, mas o aumento de preços obrigou a atualização), ficando os restantes 28.314.000 euros (eram 32,9 milhões de euros) afetos à construção de novos empreendimentos habitacionais, através do lançamento de empreitadas de obras públicas.

Na sequência da primeira fase da Oferta Pública, lançada no final de 2021 pela IHM-Investimentos Habitacionais da Madeira, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência, será apresentado amanhã mais um empreendimento habitacional.

Desta vez, trata-se da construção, a custos controlados, de quatro edifícios que ficarão localizados no sítio da Torre, na freguesia e concelho de Câmara de Lobos, perfazendo um total de 34 fogos.

A obra será levada a cabo pela empresa Socicorreia e está orçada em 6,2 milhões de euros.

O projeto de arquitetura desenvolve-se, assim, em quatro blocos que se adaptam ao declive do terreno.

Relativamente às tipologias, está prevista a construção de 12 fogos T1, 14 T2 e 8 T3. A obra contemplará ainda espaços verdes e outros equipamentos de utilização coletiva, totalizando uma área bruta de construção de 3.033,80m2 destinada exclusivamente ao uso habitacional.

De salientar ainda que esta empreitada deverá ir para o terreno no final deste verão, prevendo-se a sua conclusão no espaço de dois anos.

Recorde-se que, no âmbito da primeira fase da oferta pública lançada pela IHM, já foram apresentados até à data cinco empreendimentos, nomeadamente no Porto Santo (Matas), Câmara de Lobos (Carmo), São Vicente (Terra Chã), Água de Pena (Machico) e Funchal (Santo António).