Concurso para radares do aeroporto e “Vistos Gold” são compromissos cumpridos pelo PS

Foto: DR

Carlos Pereira, deputado eleito pelo círculo eleitoral da Madeira à Assembleia da República, destacou, hoje, o facto de, na última semana, ter sido aberto concurso para a aquisição dos radares para o Aeroporto da Madeira e de ter sido colocada em funcionamento a plataforma de legalização dos “Vistos Gold” na Região. Duas soluções que, conforme sublinhou, representam o cumprimento de mais dois compromissos que haviam sido assumidos pela candidatura do PS à Assembleia da República.

Carlos Pereira lembrou que a medida que confere à Região Autónoma da Madeira uma vantagem relativamente a outras regiões do país em termos de atração de investimento estrangeiro foi um compromisso assumido já em 2021, antes mesmo da atual legislatura, mas que, por razões administrativas, não foi possível operacionalizar a respetiva plataforma. “A semana passada, a partir de sexta-feira, essa solução foi encontrada. A plataforma para legalizar os ‘Vistos Gold’ está em funcionamento e os empresários da Madeira que estão a trabalhar nestes temas poderão passar a ter mais um instrumento de atração de investimento direto estrangeiro, o que é muito importante para a Região e para os madeirenses”, disse Carlos Pereira.

O parlamentar referiu que outra questão estruturante para a Região foi a abertura do concurso internacional para a aquisição dos novos radares para o aeroporto, que irão conferir melhores condições de operacionalidade e de segurança à infraestrutura aeroportuária. “Esta era uma ambição dos operadores turísticos, mas também de todos os madeirenses e está em curso”, congratulou-se Carlos Pereira, adiantando que a aquisição deverá ser efetuada até ao final do ano, que os equipamentos deverão começar a ser instalados no início do próximo ano e que, provavelmente, durante o ano 2023 já será possível beneficiar da sua utilização.

O deputado lembrou, ainda, o facto de terem sido aprovadas em sede de Orçamento do Estado para 2022 as propostas do PS Madeira relativas à baixa do IRC para territórios de baixa densidade da Região Autónoma da Madeira, à prorrogação dos benefícios fiscais para o Centro Internacional de Negócios e à possibilidade de a Universidade da Madeira ter acesso a fundos comunitários.