CMF aprovou incentivo de 250 mil euros para empresários

A Câmara Municipal do Funchal aprovou hoje um novo incentivo financeiro no montante de 250 mil euros para apoiar o comércio, restauração e alguns serviços, refere uma nota da edilidade.

A vice-presidente da CMF, Cristina Pedra, refere que este apoio, designado de “RE-ABRIR”, destina-se ao arrendamento do espaço comercial e despesas de requalificação e/ou modernização do espaço.

No primeiro caso, o apoio ao arrendamento corresponderá a um valor de 50% da renda mensal, até o limite de 375 euros, com a duração máxima de 6 meses consecutivos, até ao valor limite de 2.250 euros.

No segundo caso, o apoio previsto para a requalificação/ modernização terá um tecto de 1.000 euros, que será concedido mediante a apresentação do comprovativo de despesa (factura/recibo).

“Não há empréstimo reembolsável é tudo a fundo perdido que pode ir entre os 50 e os 75%.  Os apoios poderão ser majorados em 10%, no caso de negócios que comprovadamente criem postos de trabalho líquidos com mais de 1 colaborador , e de 15%, no caso de se tratar de negócios que revitalizem o núcleo histórico do Funchal”, referiu Cristina Pedra.

Trata-se de “um incentivo para quem abre pela primeira vez, mas também para quem teve necessidade de encerrar e, agora com a nova posição do mercado, quer retomar a actividade”.

Cristina Pedra estima que 80 empresas possam ser contempladas com esta medida a ser submetida a apreciação da Assembleia Municipal no dia 22 de Junho. Uma vez aprovada, os empresários podem candidatar-se  no site oficial do Município do Funchal, em www.funchal.pt, a partir de 1 de Julho até 31 de Dezembro de 2022.

No espaço de uma semana, a autarquia do Funchal deliberou (com a aprovação do programa “Alavancar”, também com uma dotação de 250 mil euros e agora com o “RE-ABRIR”), um investimento total de meio milhão de euros para  apoio ao tecido empresarial no município, refere uma nota enviada às Redacções.