RIR alerta para situação de isolamento dos porto-santenses

O partido RIR veio alertar para as condições em relação aos transportes de e para o Porto Santo, condicionados pela paragem para manutenção durante 5 semanas do navio Lobo Marinho.

Com esta paragem, os porto-santenses dispõem apenas de ligações aéreas que se mantêm
em duas ligações diárias. Os horários das mesmas, principalmente a última viagem de ida para o
Porto Santo é às 18h30, o que implica que os passageiros tenham de estar no aeroporto às
17h. Ora se por exemplo, um cidadão porto-santense vier a uma consulta e esta atrase, acaba
por perder a viagem e terá de pernoitar na Madeira, implicando mais custos.

“Era bom a operadora repensar este horário e adapta-lo às necessidades dos seus utilizadores
especialmente durante a paragem do navio”, refere o partido.

“O que aqui questionamos e defendemos é o porquê da empresa detentora do monopólio das
ligações marítimas entre ilhas que não apresenta prejuízos, não solicita a um parceiro
português ou mesmo a um espanhol, um contrato para a manutenção dessa ligação marítima
de forma a facilitar os porto-santenses? Certamente que iria conseguir um contrato a baixo
custo”, diz o RIR.