Este ano Miguel de Vasconcelos não foi atirado pela varanda

Foto Paulo Alves

Manda a tradição, em Santa Cruz, que na alvorada do dia 1 de dezembro, dia da restauração da independência, o traidor que em 1640 entregou Portugal aos filipes de Espanha, seja atirado pela varanda.

Hoje, dia 1 de dezembro, a Banda Municipal de Santa Cruz, adpatando-se à situação de pandemia que vivemos, presenteou os fregueses com a entoação do “Hino da Restauração” nos miradouros da freguesia.

Não sendo possível a tradicional arruada, esta foi uma forma simbólica de lembrar a data histórica e dar continuidade às iniciativas natalícias na freguesia de Santa Cruz.