Miguel Albuquerque visita Escola Dr. Eduardo Brazão de Castro

O presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, visita amanhã, 16 de setembro, pelas 12 horas, a Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos Dr. Brazão de Castro, no sítio do Galeão, em São Roque. Na oportunidade, irá igualmente visitar as obras de remodelação executadas no polidesportivo daquele estabelecimento.

A escola apresenta uma oferta educativa diversificada, abrangendo prioritariamente as áreas do ensino básico geral, do 5.º ao 9.º ano, CEF e EFA, alargando o seu âmbito de intervenção aos polos dos Centros Comunitários da Quinta Falcão, Santo Amaro, Ribeira Grande, Nazaré, São Gonçalo, Murteiras, Várzea, Viveiros, Romeiras e Casa Azul da Garo(u)ta do Calhau.

Com o objetivo de ir ao encontro das exigências atuais do mercado de trabalho, dando uma resposta mais apropriada às necessidades das empresas e dos formandos, a escola oferece também, formações modulares.

A escola no ano letivo 21/22 tem inscritos 557 alunos: 53 alunos no segundo ciclo, 113 no terceiro, 40 alunos nos Cursos de Educação e Formação (inclui ensino profissional para alunos até aos 18 anos), 237 nos Cursos de Educação e Formação para Adultos (três níveis, o primeiro a conferir equiparação ao nono ano, o segundo ao 12º ano e o terceiro atribui uma dupla certificação: 12º ano e uma qualificação profissional de nível 4) e 114 nas formações modulares (destinam-se a adultos com idade igual ou superior a 18 anos, sem a qualificação adequada para efeitos de inserção ou progressão no mercado de trabalho).

Neste momento, a escola dispõe de um total de 100 docentes, 25 adstritos ao 2º ciclo e 75 ao 3º ciclo e secundário, sendo maioritariamente do quadro de escola. Este corpo docente tem-se mantido estável nos últimos anos.

A escola dispõe de 32 funcionários distribuídos pelos diferentes serviços. 17 Assistentes operacionais, coordenados por 1 encarregado de pessoal, 12 assistentes técnicos, 1 técnico de informática e 1 psicóloga.

O espaço EDU, onde se proporciona um ambiente inovador de aprendizagem criado a pensar no desenvolvimento das competências do século XXI, o auditório e a cobertura e beneficiação do polidesportivo são os melhoramentos recentes mais significativos

Quanto às obras do polidesportivo, a sua cobertura custou 380 638,78 €, já com IVA.

No campo foram executadas fundações e estruturas metálicas, incluindo as coberturas dos polidesportivos, escavações para as fundações de suporte, instalações, equipamentos, trabalhos de eletricidade.

Estas obras adequam-se às novas necessidades da comunidade, proporcionando melhores condições para a prática do ensino e garantindo maior segurança e conforto aos alunos e professores.

Para além da construção de uma cobertura metálica para proteção do campo existente, foi colocado um pavimento sintético, com o intuito de proporcionar melhores condições à prática desportiva por parte dos alunos deste estabelecimento de ensino, bem como ainda feita a substituição da vedação.