DRC diz que “procedimentos para obras no Forte de S. Tiago” estão já em “estado avançado”

O FN deu ontem conta das queixas de utentes da praia de São Tiago, no Funchal, que alertavam para o que consideravam ser o estado de degradação dos acessos à mesma e também da Fortaleza situada na zona. Hoje, a Direcção Regional da Cultura emitiu um comunicado esclarecendo que, “ao abrigo do programa FEDER, foi feita uma candidatura, já aprovada, que irá providenciar o restauro do monumento “Forte de São Tiago”, para adaptação desse espaço a “Museu de Arqueologia da Madeira”.

Os respectivos procedimentos, informa a DRC, “encontram-se em estado já avançado, pelo que se prevê que as obras se iniciem no princípio do próximo ano”.

Em relação à segurança, acrescenta-se, decorrem de momento estudos, da parte dos técnicos do LREC e da DRC, que têm como objectivo verificar o verdadeiro estado de segurança das muralhas do Forte.

No entanto, a DRC informa que, até ao momento não se verificaram anomalias graves em termos estruturais, que ponham em causa a segurança dessas muralhas, garante-se. Os estudos prosseguem para que se avalie o problema em todo o detalhe.