Estepilha: qualquer dia os jornalistas são testados como os jogadores de futebol

Rui Marote
Hoje, dia 1 de Julho comemora-se o Dia da Região e o “festeiro” é a secretaria da Inclusão. Este ano a entrega das insígnias aos galardoados será no Centro de Congressos. O Salão Nobre do Governo não oferece condições higiénicas suficientes… Os jornalistas destacados para a cerimónia terão de apresentar um teste rápido negativo realizado 48 horas antes. Nem importa se já foram vacinados. Se a moda pega teremos os jornalistas a ser testados tal e qual os jogadores de futebol. E a ser testados a torto e a direito, ainda por cima, para divulgar o que S. Exas. dizem. Só falta pagarem para trabalhar.
Hoje em dia tudo são regras profilácticas e burocráticas. Até a visita aos jardins do Monte Palace a titulo gratuito para residentes na Região esbarra em requisitos burocráticos. O visitante tem de efectuar prova de que vive na Madeira através de e citamos, “comprovativo”. Estamos mesmo a ver o pessoal a apresentar um certificado da Junta de Freguesia, ou a factura da luz ou da água ou da TV Cabo, como prova de residência, à entrada.
Como os tempos mudam. Antes do 25 de Abril, a família Blandy abria a quinta do Palheiro Ferreiro no 1ºde Maio e o povo aderia, indo com os seus farnéis numa cesta para um dia bem passado com direito a a ver famoso toiro do Palheiro. Ninguém perguntava a pobre ou a rico se residia na Madeira.
Tudo para complicar e afugentar. Já agora peça-se um teste negativo… porque ser vacinado já não dá, Estepilha!