Filipe Sousa salienta investimento em Santa Cruz; quer isenção na distribuição da “bazuca”

O líder do JPP e presidente da Câmara Municipal de Santa Cruz, Filipe Sousa, apresentou hoje os trabalhos de repavimentação e infraestruturação da Avenida 25 de Junho, em Santa Cruz, como exemplo da reabilitação urbana que está a decorrer em todo o concelho. A intervenção tem tido a preocupação de fazer a infraestruturação na área ambiental, nomeadamente no combate às perdas de água, o saneamento básico onde ele era inexistente e o lançamento de redes de iluminação sustentáveis.

Filipe Sousa referiu, na oportunidade, que este é um trabalho com responsabilidade e adiantou que Santa Cruz precisa de pelos menos 15 milhões para a citada área ambiental. Por isso, fez votos para que o Governo Regional seja imparcial e justo na distribuição das verbas da “Bazuca”, que devem ter como prioridade o ambiente e devem, por isso, ser aplicadas sem qualquer discriminação político-partidária.

Sobre as obras a decorrer na Avenida 25 de Junho, em Santa Cruz, salientou que em causa está um investimento de 350 mil euros, que inclui, para além da repavimentação efectuada nos últimos dias, a substituição das colunas de iluminação pública, com uma tecnologia eficiente que vai ao encontro do Plano Municipal para aquela área. Além disso, informou, foi lançada a  rede de águas e de saneamento básico, e serão incluídos novos abrigos de paragem, sinalética vertical, e criadas passadeiras e lombas para permitir maior segurança aos peões. Foram ainda construídos passeios onde estes não existiam, e foi repavimentada a Rua do Bom Jesus.

Filipe Sousa realçou o desafio de gerir um concelho com duas cidades, caso único na Região, e adiantou que só em Santa Cruz estão em curso investimentos no valor de 800 mil euros, enquanto que na outra cidade do concelho, o Caniço, esses mesmos investimentos superam os 1,5 milhões de euros, afirmou. No Caniço, relevou as obras de reabilitação da promenade dos Reis Magos, a repavimentação e infraestruturação da Estrada das Eiras, da Estrada dos Moinhos-Assomada, , da Estrada do Serralhal e da Rua da Paz.

A propósito de todas estas obras, referiu que houve uma preocupação especial de anteceder a repavimentação de um cadastro das necessidades infraestruturais, nomeadamente no combate às perdas de água. “Este é um sinal da responsabilidade com que encaramos a gestão deste concelho, com os investimentos distribuídos de forma equitativa por todas as freguesias e com a sustentabilidade ambiental em pano de fundo”.