Comerciantes e industriais do Porto Santo querem relaxamento das medidas de controle da pandemia

Uma nota da Associação de Indústria, Comércio e Turismo do Porto Santo (AICTPS) refere que esta agremiação reuniu ontem com o presidente da Câmara Municipal do Porto Santo, para debater algumas questões e sugestões que já tinham sido enviadas através de um ofício, com os seguintes pontos:
a) Reposição dos horários no comércio aos existentes antes da pandemia, de acordo com as licenças e sectores de actividade;
b) Alargamento do fecho de bares e restaurantes até às 2 da madrugada e reabertura dos horários para as discotecas;
c) Alargamento da lotação dos espaços;
d) Levantamento das restrições de consumo ao balcão ou de pé, nas imediações dos estabelecimentos de restauração e bebidas;
No entender do presidente da AICTPS, Miguel Velosa, estas alíneas permitiriam mitigar os efeitos da dupla insularidade e a quebra de rendimento das empresas, que desde Outubro 2020, está a afectar a economia do Porto Santo.
A sustentar estas sugestões está o facto que a população do Porto Santo, a partir da próxima semana, irá ter toda a sua população vacinada, caminhando assim para uma imunidade de grupo. Com o controle das entradas aéreas e marítimas através do comprovativo de testes realizados, ficam reunidas as condições necessárias ao controle pandémico, entende a agremiação.
Também, como a Secretaria Regional divulgou, este Verão será “extremamente positivo em termo de visitantes (40 000 turistas) e por isso as sugestões da AICTPS vão ao encontro das maiores demandas no setor do comércio e assim poder oferecer uma adequada resposta a quem nos visita”.
O presidente da Câmara, Idalino Vasconcelos, ouviu e, entendendo que se trata de uma sinergia necessária entre as entidades institucionais e os representantes dos empreendedores do Porto Santo, a fazer frente comum no apelo às Secretarias Regionais para uma revisão das restrições relativamente as especificidades do Porto Santo, comprometeu-se em apresentar estas sugestões às entidades competentes.