Utentes acorreram à vacinação todos à mesma hora e “entupiram” o Tecnopólo

Pessoas que se deslocaram hoje ao Centro de Vacinação instalado no Madeira Tecnopólo fizeram chegar ao FN a sua indignação pela situação que, referiram, se verificou hoje. Aparentemente, havia numerosos utentes que tinham marcação para levar a vacina contra a Covid-19 ao longo do dia, mas muitos foram os que, mesmo que tivessem marcação para as 4 ou 5 da tarde, fizeram questão de despachar logo o assunto às 9 horas da manhã.

Conforme descreveram ao Funchal Notícias pessoas que tinham mesmo marcação para essa hora, a fila era consequentemente longa e dava volta às instalações, pelo que a demora foi excessiva. Alertando pelo telefone as entidades do Centro de Vacinação para o que estava a acontecer, a resposta foi de que seria dado logo conhecimento do que se estava a passar aos responsáveis, para tentar corrigir a situação. Mas, conforme nos narraram, as pessoas que tinham marcação para as 9 h, depois de esperarem e esperarem, quando foram atendidas não ouviram da parte dos enfermeiros nenhuma pergunta sobre qual tinha sido a hora aprazada para a sua marcação, pelo que não se estava a atender a estes critérios nem a controlar nada disso.

Conforme nos descreveram, a confusão consequentemente gerada resultou em que, durante o período de meia hora em que as pessoas tinham de aguardar para ver se a vacina não gerava efeitos secundários, faltaram cadeiras para as pessoas se sentarem, inclusive cidadãos seniores e que andavam de bengala.

Um utente descreveu-nos a situação com uma “trapalhada” e fez questão de vincar o seu descontentamento. Foi ao Tecnopólo para levar a segunda dose e as coisas ocorreram como acima descrito, ao contrário de quando levou a primeira dose, altura em que os procedimentos foram exemplares.