CDU diz que PSD e CDS são coniventes com precariedade na RTP-Madeira

A CDU realizou hoje uma acção para alertar para o agravamento da situação dos trabalhadores precários na RTP/Madeira. Num encontro entre representantes da CDU e representantes dos trabalhadores à frente dos estúdios da RTP/M, foram denunciados problemas de precariedade laboral que responsabilizam os governos na Região Autónoma da Madeira e na República.

Segundo o coordenador regional Edgar Silva, “o problema agravou-se na RTP/Madeira porque o Governo do PS na República não cumpriu com a legislação aprovada em tudo quanto o obrigava à vinculação de trabalhadores precários nos quadros de pessoal da RTP”.

Para este responsável partidário, “o agravamento da precariedade laboral na RTP/Madeira resulta agora do facto de, para além dos precários que já existiam, se ter iniciado um processo de requisição de mais trabalhadores precários para as necessidades de funcionamento permanente da RTP/Madeira. Ou seja, como se já não fosse suficientemente grave o facto de não se terem resolvido os problemas dos precários que já exerciam actividade continuada na RTP/Madeira – com casos de trabalhadores que são precários há mais de 15 anos, agora, assiste-se ao somar de ainda mais trabalhadores precários para garantir o serviço televisivo na Região. Assim, estima-se que na RTP/Madeira existam cerca de 50 trabalhadores em situação de precariedade laboral”.

A situação, no entender dos comunistas, é inaceitável e configura exploração laboral. Por outro lado, acusou, o Governo do PSD/CDS na RAM “mostra-se completamente conivente” com a mesma.