Governo Regional reage e diz esperar que a investigação policial seja célere

O Governo Regional reagiu às notícias de buscas realizadas nas suas instalações pela Polícia Judiciária, dizendo-se “surpreendido por uma publicação na comunicação social” sobre este tema. Uma comunicação do gabinete da Presidência afirma que é o Governo Regional “o primeiro interessado em esclarecer tudo o que há para esclarecer sobre esta acção das autoridades de polícia, não o podendo fazer pois o assunto está em segredo de justiça”.

“Uma vez que a publicação de uma notícia sobre um assunto originado numa denúncia anónima, que já foi objecto de uma comissão parlamentar – a investigação do Contrato de Concessão do Centro Internacional de Negócios – e que já fora notícia, há meses, num outro órgão de comunicação social semanal ainda mereceu honras de facto novo, cumpre apenas dizer que, como é seu dever, o Governo Regional esteve, ao longo do dia de hoje, em estreita colaboração com a Polícia Judiciária, a apoiar na recolha de informação que aquele órgão de polícia entendeu útil para o cabal esclarecimento da questão em apreço, como já o havia feito em sede de Assembleia Legislativa Regional”, prossegue a nota governamental.

As entidades governamentais regionais garantem apenas esperar “celeridade na investigação, para que a verdade dos factos seja apurada e para que quaisquer dúvidas – ainda que vergonhosamente suscitadas por denúncias anónimas e com propósitos de baixa política claramente identificados – sejam devidamente esclarecidas”.