PSD quer retoma da certificação de nadadores-salvadores

Os deputados do gupo parlamentar do PSD mostraram-se, hoje, preocupados com o facto de a formação para nadador-salvador se encontrar, neste momento, suspensa, uma vez que não estão a ser assegurados, pelo Instituto de Socorros a Náufragos (ISN), os Exames Específicos de Aptidão Técnica.

“Isto preocupa-nos. Numa altura em que precisamos de nadadores-salvadores, temos a formação suspensa, temos 11 novos nadadores-salvadores que estavam a fazer a sua formação e que viram essa formação interrompida e que, como tal, não vão poder iniciar as suas funções nos próximos tempos”, disse Brício Araújo, após uma reunião com os responsáveis do IPTL –  Instituto Profissional de Transportes e Logística da Madeira, a única escola na Região certificada pelo Instituto de Socorros a Náufragos para este tipo de formação.

Segundo o deputado, as informações que surgem são no sentido da suspensão se manter, pelo menos, até 31 de Dezembro de 2021, data até à qual foram prorrogadas as certificações pelo Instituto de Socorros a Náufragos.

Os social-democratas vão recomendar, através de Projecto de Resolução, que o Instituto de Socorros a Náufragos crie as condições para que a formação possa ser retomada. No fundo, explicou Brício Araújo, o que se pretende é que “o Instituto de Socorros a Náufragos retome as acções de certificação que permitam às escolas de formação terminar a formação já iniciada e também iniciar novos cursos”.

Aliás, acrescentou, “o próprio Instituto de Socorros a Náufragos encontra-se, neste momento, a preparar uma acção de formação, o que significa, implicitamente, que reconhece, que estão reunidas as condições para essa formação”.

Nesse sentido, e por uma questão de “coerência”, sublinhou, deve também assegurar a mesma possibilidade às escolas de formação da Madeira, “cumprindo-se, naturalmente, todas as determinações e recomendações em termos de saúde pública”.