PS propõe fim da restrição do “take away” aos fins-de-semana depois das 17h

O PS-M veio defender que seja retirada a restrição de prestação de serviços de “take-away” aos fins de semana a partir das 17h00, como forma de ajudar os empresários do sector da restauração, que actualmente passam por grandes dificuldades.

Em conferência de imprensa efectuada por via eletrónica, o deputado Sérgio Gonçalves reconheceu que há medidas de confinamento que são necessárias, mas adiantou que há outras que deveriam ser melhoradas ou adaptadas, para não prejudicar alguns sectores de atividade, referindo-se especificamente à restauração, que está a ser muito afectada por via do impedimento da prestação de serviços de “take-away” aos sábados e domingos, a partir das 17h00.

O parlamentar, a quem muitos empresários têm dado conta das suas preocupações, lembra que o sector sofre dificuldades devido à falta de turismo, mas também por causa da diminuição do mercado regional, já que, em consequência do recolher obrigatório, as pessoas não se dirigem aos restaurantes para jantarem. Além disso, o teletrabalho também contribuiu para o decréscimo do número de clientes.

Assim, Sérgio Gonçalves propõe que seja retirada a referida restrição, justificando que até há maior propensão por parte dos consumidores em solicitar este serviço nestes dias. Segundo explicou, esta poderia ser uma ajuda quer para a restauração, quer para os trabalhadores dos serviços de entregas.

“Se esta medida fosse revista, não teria grandes impactos em termos daqueles que são os efeitos pretendidos com esta medida de confinamento, uma vez que a maior parte dos serviços são requisitados através de plataformas eletrónicas, assim como os meios de pagamento, e os trabalhadores das empresas que prestam os serviços de entrega também estão devidamente protegidos com todos os equipamentos de autoproteção previstos na lei”, sustentou o deputado socialista.