Autarquia camaralobense avança com extensão do Caminho da Partilha

A Câmara Municipal de Câmara de Lobos dará início à ampliação do Caminho da Partilha, na freguesia da Quinta Grande. O objectivo passa por estender o actual traçado ao longo de mais 212 metros de modo a permitir o acesso automóvel aos moradores e proprietários dos terrenos adjacentes ao actual acesso pedonal. Um investimento camarário na ordem dos 440 mil euros.

O Caminho da Partilha era um acesso local que se encontrava em terra batida há cerca de 20 anos e cujo alargamento e pavimentação era reivindicado há vários anos pelas cerca de 20 famílias ali residentes, diz a autarquia. A obra de pavimentação e alargamento foi inaugurada a 2 de Junho de 2018. Esta segunda fase contemplara uma extensão da via na ordem dos 212 metros que permitira servir os residentes na parte poente da via cujo acesso às habitações é feito, neste momento de forma pedonal.

Esta foi uma obra pedida pelo presidente da Junta de Freguesia da Quinta Grande e pela população da zona, aquando da inauguração da primeira fase, tendo o executivo municipal assumido na altura o compromisso que agora é concretizado.

Segundo Bruno Coelho, vereador com o pelouro do Urbanismo e Ordenamento do Território, com a execução desta 2ª fase a via passará a ter 746 metros de extensão, permitindo acesso automóvel aos moradores e proprietários dos terrenos adjacentes ao atual acesso pedonal, com claros benefícios para o aglomerado populacional existente.

A extensão da via seguirá o traçado da actual vereda existente no fim do Caminho da Partilha. Terá um eixo rodoviário de 4 metros dotado de rede de drenagem de águas pluviais, rede de abastecimento de água potável, e iluminação pública. Serão realizadas todas as obras de arte acessórias nomeadamente os muros de suporte para contenção das cargas provenientes da circulação automóvel.

A obra está em fase de concurso e prevê-se estar no terreno no fim do mês de Março, assim que estejam tratadas todas as questões burocráticas que envolvem o procedimento. A mesma representa um investimento municipal na ordem dos 440 mil euros.

“Apesar da pandemia em curso, o executivo municipal não descurou o cumprimento dos compromissos assumidos com a população do concelho. Esta obra integra-se na estratégia autarquia de concretizar uma política governativa de proximidade, que contribua para a melhoria efetiva das condições de vida das populações”, concluiu Pedro Coelho.