CDS-PP emite nota de pesar pelo falecimento da juíza Laura Tavares da Silva

O CDS-PP emitiu uma nota de pesar pelo falecimento da juíza Laura Tavares da Silva, presidente da Secção
Regional da Madeira do Tribunal de Contas. A mesma nasceu em Moçambique, Vila Pery, no dia 10 de Junho de 1952. Licenciou-se em Direito, pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

Do seu vasto currículo consta que, em 1999, foi Procuradora da República Coordenadora no Círculo Judicial de Ponta Delgada, nos Açores, região onde permaneceu até 2014, exercendo vários cargos de enorme relevância e responsabilidade, sendo o último, o de Procuradora Geral Adjunta na Secção Regional dos Açores do Tribunal de
Contas, em Ponta Delgada. Em acumulação com esse cargo era, também, Auditora Jurídica do Representante da República para a Região Autónoma dos Açores.

Durante todo o seu percurso profissional, a magistrada passou por inúmeras funções, participando como oradora em conferências e colóquios sobre temáticas da área criminal, referem os centristas.

Em 2014, Laura Tavares da Silva rumou à Região Autónoma da Madeira para exercer funções como Juíza Conselheira do Tribunal de Contas, na Secção Regional da Madeira, cargo que ocupou desde o dia 19 de Maio.

“Reconhecida e admirada por todos, pela sua elevada competência técnica e a sua enorme sensibilidade pessoal, a ilustre Juíza Laura Silva prestou altos serviços à Madeira e exerceu o cargo de responsável do Tribunal de Contas na Região Autónoma da Madeira de forma exímia, cargo esse considerado de enorme complexidade e que requeria uma
grande dedicação e exigência por parte da magistrada”, salienta o CDS, que aproveita para expressar “sentidas condolências aos seus familiares e amigos”.