Socialistas defendem existência do Balcão da Nacionalidade na Madeira

O grupo parlamentar do Partido Socialista defendeu, hoje, que a Região deve integrar a rede de Balcões da Nacionalidade, refere uma nota de imprensa.  No âmbito do Dia do Emigrante, que se assinalou na semana transacta, os socialistas promoveram, esta manhã, uma conferência de imprensa na qual lembraram que deram entrada, na Assembleia Legislativa Regional, a um projecto de recomendação à Direcção Regional de Administração da Justiça, para que manifeste junto do Instituto de Registo e de Notariado a intenção de que a Região integre a rede de Balcões da Nacionalidade.

Tal como explicou a deputada Elisa Seixas, esta rede, que existe desde 2008 e pretende agilizar os pedidos de nacionalidade que dão entrada nas respectivas regiões, está presente em todas as regiões do país, menos na Madeira.

“Este é um balcão que pretende agilizar todos os processos de cidadãos e cidadãs que estejam em condições de pedir a nacionalidade, no sentido de que se avalie esses pedidos de forma mais célere e as pessoas não tenham de estar tanto tempo à espera”, referiu.

Elisa Seixas fez notar o facto de a Madeira ter muitas pessoas emigradas, pelo que “é de todo o interesse nós também recebermos bem quem escolhe a nossa região para viver”. Como tal, solicitou ao Governo Regional que dê “especial atenção” a este pedido, refere uma nota de imprensa.